Em Outeiro, Prefeitura distribui mais de 4 mil pulseiras de identificação para crianças

DuReis Oliveira

Durante o mês de julho, a procura pelos balneários próximos à Belém, se intensifica. Outeiro, Mosqueiro e Cotijuba são destinos certos para os veranistas que moram na capital paraense. Com a grande procura pelas praias, a atenção precisa ser redobrada, principalmente com as crianças.

Para evitar casos de crianças perdidas, a Prefeitura de Belém por meio da Defesa Civil Municipal, montou uma grande ação com mais de 180 voluntários espalhados pelas principais praias dos distritos. Praia Grande, no distrito de Outeiro, Chapéu Virado, em Mosqueiro e Vai-Quem-Quer, em Cotijuba, são os locais que contam com postos do órgão municipal durante os finais de semana de julho.

A doméstica Edileia do Valle escolheu a Praia Grande, no distrito de Outeiro, para se divertir com a sobrinha, Amanda Cecília, de apenas três anos. A atenção da tia era totalmente voltada à pequena. “Procuro ficar de olhos bem abertos e muito atenta, pois criança é rápida. Piscou ela some”, comenta a tia, que procurou imediatamente a barraca de apoio da Defesa Civil Municipal para colocar a pulseira de identificação. “Se Deus o livre eu perder a minha sobrinha e alguém achar, vai ver meu número na pulseira e entrar em contato comigo”, comenta.

Em Outeiro, a Defesa conta com 60 voluntários e com mais de 1.500 pulseiras por dia para a distribuição. Nela, é possível colocar o contato e o nome do responsável, além do nome completo da criança. Em caso de criança desaparecida, os voluntários também percorrem as areias das praias a procura dos pais ou responsáveis. “Os pais precisam redobrar a atenção, colocar a criança sempre perto, acompanhar até a água, são esses tipos de orientações que damos para os responsáveis”, explica o coordenador de operação da Defesa Civil no distrito de Outeiro, Aldenir Nascimento.

Apesar dos cuidados e das orientações, algumas crianças acabam se perdendo. Foi o caso do Pablo Micael, 7 anos, que se perdeu e foi encontrado pelos voluntários do órgão municipal. “Ele estava brincando com a irmã e sumiu. Acabei vindo direto na barraca da Defesa Civil e encontrei ele aqui”, contou a mãe Adrielly Costa, aliviada. 

A prevenção vale até para quem conhece e costuma frequentar a Praia Grande. O morador da ilha, Nilson Santos, redobra o cuidado com os filhos nessa época do ano. “Mesmo sendo morador da ilha, conhecendo toda essa praia, eu me preocupo. A gente sabe que essa época Outeiro fica lotada, por isso estou colocando as pulseirinhas nos dois”, explicou.

BALANÇO

Nos três finais de semana de julho, a Prefeitura de Belém distribuiu cerca de 4.250 pulseiras de identificação nas ações realizadas nos distritos. Houve o registro de 132 crianças perdidas, todas foram entregues aos responsáveis. Além do trabalho de identificação, a Defesa Civil em parceria com o Ccorpo de Bombeiros realizou outros atendimentos como prevenção contra afogamentos e cuidados com ferimentos.

Segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal, Yan Miranda, o trabalho tem o objetivo de dar tranquilidade aos veranistas. “Em conjunto com outros órgãos de segurança pública, a intenção é dar mais segurança e tranquilidade para as famílias que pretendem passar o final de semana nas praias dos distritos”, finaliza.

Por Victor Miranda

Fonte belem.pa.gov.br

  • Compartilhe:
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Comentário

    Relacionados