Polícia prende 18 pessoas por abuso e exploração sexual no Marajó

Polícia prende 18 pessoas por abuso e exploração sexual no Marajó
DuReis Oliveira

As prisões aconteceram em Soure (2), Salvaterra (1), Muaná (11), Ponta de Pedras (2) e Cachoeira do Arari (2). Polícia Civil fez operação de combate a abuso e exploração sexual na ilha do Marajó Reprodução: TV Globo A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira (5) 18 pessoas por abuso e exploração sexual no arquipélago do Marajó, no Pará. A Operação Resgate Marajó ocorreu para o cumprimento de 22 mandados de prisão preventiva em quatro municípios da região. De acordo com a polícia, as prisões aconteceram em Soure (2), Salvaterra (1), Muaná (11), Ponta de Pedras (2) e Cachoeira do Arari (2). Para chegar às localidades, foi necessários um planejamento estratégico e uma logística especial para que os agentes conseguissem trafegar pelos rios do arquipélago. O delegado José Umberto Melo Júnior informou que o nome da operação faz referência à complexidade na apuração dos casos de abuso e exploração sexual no Marajó, principalmente pelo fato ser usualmente cometido por familiares da vítima. fonte:G1 PARÁ

Publicidade